quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Pezinhos de lã

Com ilustrações de João Vaz de Carvalho e textos de Mercedes Prieto e Montse Rivera, surgiu recentemente no mercado um magnífico e raro trabalho de recolha de canções e danças tradicionais galegas e portuguesas, publicado pela editora Kalandraka.

Raro, porquê?

Porque não existem, no nosso país, trabalhos de reconstrução da história cultural local, da memória social e colectiva, que se dirijam tanto a crianças como a adultos; que contribuam para a inovação e, simultaneamente, para a difusão cultural; que suscitem a actividade lúdica e recreativa, utilizando como recurso a cultura popular e tradicional infantil; que motivem e promovam uma aprendizagem vivencial por parte de quem os utiliza.

Porquê magnífico?
Porque Pezinhos de lã é um livro-cd-dvd de qualidade inquestionável, que estimula a aprendizagem de canções, danças e jogos do património tradicional português, galego e mirandês, de uma forma agradável, divertida e participativa. O leitor pode executar os passos de dança, ouvir e tocar a música ou simplesmente… ler o livro!

“Empenhados na recuperação da cultura lúdica e activa das festas e dos bailes, os membros do grupo Pesdelán conceberam esta obra para ser partilhada por um público de todas as idades; tendo, além disso, criado todo um conjunto de material de forte dimensão educativa e de fácil utilização, em contextos variados. No repertório há 12 temas em português, mirandês e galego – dois deles inclusivamente de origem brasileira – com arranjos musicais originais. O CD também inclui 4 versões instrumentais para serem cantadas. O DVD contém explicações dos passos e demonstrações das danças. No conjunto, trata-se de um trabalho que visa ocupar os tempos de ócio, a cantar e a dançar. Pesdelán surgiu em 2008 da união de prestigiados músicos, dançarinos e professores de conhecidas formações musicais da Galiza e Portugal (Leilía, Susana Seivane Grupo, Xochilmica, Montelunai, Pulalle-o-pe). Transcendendo o conceito de grupo musical convencional, Pesdelán faz aqui uma proposta inovadora e atrevida, valendo-se da música ao vivo e do ensino de danças e jogos simples, substituindo assim a ideia de público espectador e passivo pela de público activo e participativo.”

in ww.kalandraka.pt

1 comentário:

Pedro Antônio disse...

Parabéns!!

Este blog é incrível!

AbraçãoO!

Pedro Antônio