terça-feira, 13 de maio de 2014

Os medos e os lobos na literatura para a infância no Fundão



O Município do Fundão irá realizar, no dia 17 de maio, entre as 10h30m e as 12h30m, e das 14h00m às 17h30m, na Biblioteca Municipal Eugénio de Andrade, no Fundão, a formação “Os medos e os lobos na literatura para a infância”, com a formadora Ana Mourato.

Os livros infantis que falam dos medos, mesmo que simbolicamente, podem ser reconfortantes na medida em que permitem projeções, identificações num contexto seguro, exterior a si mesmo, longe da angústia pessoal que a carga do medo evidencia. Com esta ação pretende-se uma exposição oral com co-reflexão e co-pensamento acerca dos contos e das temáticas que surgirem, realizando transversalmente abordagens teórico-práticas com base na análise dos contos. Pretende-se conduzir, utilizando os contos como mediadores, de forma simples e clara, a uma reflexão fundamentada cientificamente acerca dos medos ao longo do desenvolvimento infantil.

As inscrições terão o custo de 15€ e poderão ser realizadas através do e-mail bmeainfantojuvenil@gmail.com ou pelo telefone 275 779 940.

sábado, 10 de maio de 2014

O conto, os lobos e os medos, com Ana Mourato


ENQUADRAMENTO
Os medos são formas de se poder vivenciar as crises desenvolvimentais sem mergulhar nas angustias internas, insuportáveis de serem pensadas, as quais só se conseguem ultrapassar vivenciando este tipo de medos projetivos. O medo é útil, ele constrói mais do que destrói. O medo é uma emoção inerente à nossa vida, no entanto, pode valer-se de máscaras como a timidez, o pessimismo, a arrogância, o tédio, a vaidade, a hipocrisia e a mentira. É possível que, a partir de algumas referencias pessoais, tenhamos medo de muitas situações e agentes diferenciados, contudo, sem o medo lançar-nos-íamos diretamente ao perigo. Ele torna-nos mais atentos ao que ocorre em redor não nos permitindo transgredir a linha entre o possível e o impossível. A sensação de amedrontamento pode sinalizar uma ameaça; e por isso a necessidade de tomarmos consciência dessa representação, as suas causas e suas saídas.

Os livros para a infância que falam dos medos (mesmo que simbolicamente) podem ser reconfortantes na medida em que permitem projeções, identificações num contexto seguro, exterior a si mesmo, longe da angústia pessoal que a carga do medo evidencia. Os livros são suportes contentores, pois, tal como mergulhamos no seu âmago podemos sair, fechar as suas paginas e arrumá-lo numa estante.

OBJETIVOS
Com base em itinerários de leitura, critérios de seleção de livros para a infância dentro desta temática, e dinâmicas de grupo que permitem uma intertextualidade entre contos e pensamentos, procura-se dar lugar a uma co-reflexão acerca do tema dos medos no universo do desenvolvimento infantil, formas de intervir e gerir o tema junto de um grupo.

CONTEÚDOS
Os medos e a sua importância - medos das crianças e medos dos adultos;
Importância da literatura para a infância e do seu mediador para abordar esta temática;
Itinerários de leitura e dinâmicas de grupo associadas aos livros explorados como forma de dar espaço à partilha e à reflexão grupal com crianças.

METODOLOGIA
A exploração de temas é realizada ao longo das dinâmicas de grupo criadas com ponto de partida em livros de literatura para a infância- Exposição teórica - prática;
Apresentação de livros para a infância e respetivos critérios de seleção para explorar o tema dos medos, possíveis dinâmicas a realizar com base nos livros associados a temáticas como : medo do escuro, de não crescer, de não ser amado, raiva, zanga, morte, separação, frustração, dor..

DURAÇÃO
6h00m

quinta-feira, 8 de maio de 2014

Caminhos de Leitura XII


sexta-feira, 2 de maio de 2014

quarta-feira, 30 de abril de 2014

terça-feira, 29 de abril de 2014

segunda-feira, 14 de abril de 2014

terça-feira, 8 de abril de 2014

Lançamento a tempo do dia 25/04


sexta-feira, 4 de abril de 2014

WorkShop staring Yara Kono


Para mais informações: susana.neves@arquivolivraria.pt ou 244 822 225.

sábado, 29 de março de 2014

Catarina Sobral ganha o Prémio Internacional de Ilustração da Feira do Livro Infantil de Bolonha

Parabéns Catarina Sobral! Pelo merecido prémio da Feira do Livro Infantil de Bolonha, pelo reconhecimento do talento e valor do trabalho desenvolvido na área da ilustração para crianças.

Entre 41 ilustradores de todo o mundo, foi o trabalho desenvolvido para o livro "O Meu Avô" que conquistou o galardão máximo.
Para aceder ao site da Feira do Livro Infantil de Bolonha clique aqui.
Para aceder a uma entrevista da ilustradora à Rádio Renascença clique aqui.
Para aceder ao site da editora Orfeu Negro clique aqui.
Para acompanhar as novidades da editora Orfeu Negro no Facebook clique aqui.