segunda-feira, 14 de junho de 2010

Monkey and Me

Com muita imaginação e algumas contorções criativas, uma menina finge que ela e seu macaco de peluche caminham como pinguins, saltam como cangurus, voam como morcegos, pesam como elefantes e... balançam como macacos.
Uma lenga-lenga dá início a cada mudança de cenário: "Monkey and me, Monkey and me, Monkey and me, / We went to see..."

Os leitores e/ou ouvintes podem tentar adivinhar quais as espécies mencionadas pelo narrador, quer através da imagem transmitida pela ilustração, quer através de mímica efectuada pelo contador. Por exemplo, para evocar uma mamã canguru e o seu filhote, a menina coloca o peluche sob a t-shirt; para se tornar um elefante, faz de um dos seus braços uma tromba…

Trabalhando com lápis e aguarelas, com uma paleta limitada a vermelho, preto e castanho, Gravett dá às imagens uma enorme espontaneidade e animação, possibilitando aos leitores a fruição de momentos divertidos com a leitura.

O título está apenas disponível em língua inglesa e é editado pela Macmillan Children's Books. Pode ser adquirido online na Amazon, ou folheado nas melhores bibliotecas.Acerca de Emily Gravett

Emily Gravett nasceu em Brighton. Cedo deixou a escola para viver “on the road” durante oito anos da sua vida, antes de regressar à cidade que a viu nascer e conseguir um lugar no curso de ilustração da Universidade local.

Em 2005 publica Wolves, o seu primeiro livro, que obtém um grande sucesso, vencendo o CILIP Kate Greenaway Medal e outros prémios que marcaram o início de uma carreira pautada pela criação de extraordinários livros infantis.

Emily venceu ainda o Best Emerging Illustrator Award, no Early Years Booktrust Awards, com o título Monkey and me e uma medalha de bronze da Nestlé Children's Book Prize com o livro infantil Little mouse’s big book of fears. Este último foi também agraciado com um CILIP Kate Greenaway Medal.

Ana Lage

1 comentário:

Mamãe e Sophia Anni disse...

poxa vida... que pena que é em iglês... vamos esperar p ver se vem traduzido p Brasil ne! tomara!